Como saber se o app que você está baixando é seguro

Como saber se um app é seguro?

A pesquisa “Você é um especialista em cibernética?” realizada pela Kaspersky Lab, empresa especialista em segurança cibernética, também revela que quase 15% dos consumidores brasileiros não leem as mensagens de instalação desses programas. Dessa forma, o usuário clica em “avançar” e “aceito” sem saber o compromisso que está assumindo. O analista de segurança da Kaspersky … Ler mais

Benefícios do Cloud Computing para os negócios

Login Brasil, 2 de Maio de 2016 A- A A+ TOKIO MARINE SEGURADORA Quatro benefícios financeiros do cloud computing para os negócios

Já é sabido que a migração dos dados para uma plataforma em nuvem traz inúmeros benefícios para as empresas, como a escalabilidade e facilidade de acesso, mas nenhum é tão valorizado quanto a economia de recursos. Segundo pesquisa recente, realizada pela Consultoria KMPG, 50% das empresas adotam uma solução em nuvem devido ao custo benefício … Ler mais

Mercado brasileiro de smartphones registra queda pela primeira vez, aponta estudo da IDC

Mercado brasileiro de smartphones cai pela primeira vez

Mercado brasileiro de smartphones cai pela primeira vezSegundo o estudo Mobile Phone Monthly Tracker foram vendidos cerca de 4,86 milhões de aparelhos em abril, 1% a menos do que no mesmo mês do ano passado. Em maio, a queda foi maior: 16%, com 3,89 milhões de smartphones comercializados no país.

“O mercado brasileiro de smartphones não está mais blindado em relação ao momento econômico que atravessa o país”. Esta constatação faz parte do estudo Mobile Phone Monthly Tracker, realizado pela IDC, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações. Segundo o levantamento, as vendas de celulares inteligentes registraram queda pela primeira vez no país: em abril, foram cerca de 4,86 milhões de aparelhos comercializados, 1% a menos do que no mesmo mês de 2014. Em maio, a queda foi de 16%, com 3,89 milhões de smartphones vendidos. Para o segundo trimestre, os números preliminares mostram que as vendas devem cair 12% na comparação com o mesmo período do ano passado. “Prevíamos um crescimento de pelo menos 5%, mas agora trabalhamos com volume negativo. Isso é reflexo do momento econômico do Brasil. Em 2014, qu ando o mercado de smartphones estava forte, houve um aumento de 56% frente ao segundo trimestre de 2013”, avalia Leonardo Munin, analista de pesquisas da IDC Brasil.

Por conta do Dia das Mães e do Dia dos Namorados, historicamente os meses de abril e maio são bons para o mercado brasileiro de smartphones. “Porém, devido a vários fatores o mercado desacelerou”, afirma Munin. A alta do dólar gerou repasses de preços ao consumidor e os aparelhos intermediários ficaram de R$ 30 a R$ 60 mais caros e os tops de linha tiveram aumento de R$ 100 a R$ 200, afetando diretamente o volume de celulares comercializados. Além disso, o poder de consumo e a confiança do brasileiro também colaboraram para o desempenho do mercado de smartphones. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 1,4% em junho e chegou a 83,9 pontos, segundo menor nível desde que o índice foi criado, em setembro de 2005. Já o Índice de Confiança da Indústria (ICI) recuou 4,9% no mês passado, com 68,1 pontos, o menor nível da série iniciada em outubro de 2005.

Ainda de acordo com o estudo, os canais de varejo e de distribuição estão com estoque de produtos lotados. “É algo nunca visto no mercado de smartphones”, disse Munin. As operadoras estão reduzindo o volume de compras de aparelhos e a maioria das fabricantes está reajustando os negócios e as projeções de venda frente a essa nova realidade do mercado brasileiro.

A IDC Brasil revisou para baixo as suas expectativas para este mercado em 2015. De uma previsão inicial de 63.5 milhões, caiu para próximo a 54 milhões de unidades. “Essa revisão está sendo um indicador de que realmente a economia no país não vive seu melhor momento”, completa o analista da IDC Brasil. Uma boa alternativa para as fabricantes, segundo ele, é apostar nas pessoas que querem trocar de aparelho. “Convencer quem tem um celular tradicional a comprar um smartphone e quem já tem um celular inteligente de entrada ou intermediário optar por um modelo mais robusto é a solução para que o mercado continue girando um bom volume de dispositivos”. Hoje, o Brasil ainda tem uma base instalada muito grande de feature phones – mais de 45% da população ainda tinha esse tipo de celular até o fim de 2014.

Segurança de sistemas é demanda dos setores de telecom e data center

slide03Os setores de data center e telecomunicações enfrentam muitos desafios em comum no cenário atual. Um dos principais é a demanda por serviços e aplicações 24 horas por dia, de qualquer lugar. Isso vale tanto para um usuário final, que quer assistir a vídeos no smartphone enquanto está a caminho do trabalho, quanto para empresas e usuários corporativos, que dependem deste acesso para garantir a produtividade de seus negócios.
Com o avanço da tecnologia e mobilidade, aparecem mais desafios e problemas para serem resolvidos. As operadoras e provedoras de serviços precisam entender e acompanhar o ritmo de seus clientes, cada vez mais exigentes. Os data centers precisam garantir disponibilidade a todo o tempo, acompanhando o ritmo desenfreado de informações, além de evitar a perda de dados em situações críticas. Por fim, a infraestrutura precisa ser capaz de suportar tudo isso.
Mas um dos grandes desafios dessas áreas – talvez subestimado – é a segurança de sistemas. De nada adianta oferecer um serviço inovador, tecnológico e acessível, se usuários e empresas correm o risco de terem seus equipamentos infectados com malwares.
Os consumidores e as corporações não sentem falta da segurança de sistemas até que um ataque aconteça. E a previsão é de que os ataques aumentem e fiquem mais sofisticados conforme o avanço da tecnologia. Atualmente, o McAfee Labs detecta 387 novos malwares por minuto.
Uma das prioridades dos setores de telecomunicações e data center deve ser que empresas e usuários “esqueçam” da segurança, mas no bom sentido. Ou seja, que confiem nas soluções que contrataram e que não precisem se preocupar com riscos e perda de dados. Um usuário não precisa saber se tem que atualizar um software embarcado, e sim aproveitar sua experiência de uso sem impactos, seja em casa ou na empresa.
Para que isso seja possível, é essencial que as soluções de segurança, principalmente corporativas, entendam a dinâmica das companhias. Elas não podem ser uma barreira ou dificuldade que a empresa precisa lidar, mas sim aliadas do negócio.
Felizmente, hoje já existem soluções mais flexíveis, capazes de se moldarem de acordo com a necessidade da empresa. A chave para isso é a integração, que permite que produtos se comuniquem para que as informações de diferentes camadas sejam analisadas e a melhor decisão possa ser tomada.
Sempre vai haver o desafio de identificar as áreas que trarão um retorno positivo, e ser mais seletivo em relação a isso é uma forma inteligente de lidar com o negócio. Do outro lado, a equipe de TI tem a dificuldade de justificar o retorno de investimento das ferramentas que utiliza, inclusive as de segurança de sistemas, e muitas vezes, as soluções são vistas apenas como um custo.
A saída, neste caso, é mostrar para a equipe de orçamento como tais ferramentas podem amenizar riscos, aumentar a produtividade e reduzir custos. Mesmo em um cenário de crise econômica, as áreas de data center e telecomunicações não podem deixar de investir em segurança. Enquanto deixar de fazer isso pode resultar em um incidente ou mesmo levar a empresa a falhar. Investir numa solução integrada pode aumentar a capacidade e maturidade dos negócios, consequentemente gerando um retorno sobre investimento positivo.
Marcos Ferreira é engenheiro de sistemas da Intel Security

14 de julho: dia da Queda da Bastilha e do Windows 2003 Server

14 de julho será marcado pelo último dia de suporte do Windows 2003 Server. Coincidência ou não, a partir desta data, todas as torres de Windows 2003 estarão expostas a invasões populares, já que a Microsoft deixará de lançar as atualizações e correções de vulnerabilidades para este Sistema Operacional.

14 de julho será marcado pelo último dia de suporte do Windows 2003 Server. Coincidência ou não, a partir desta data, todas as torres de Windows 2003 estarão expostas a invasões populares, já que a Microsoft deixará de lançar as atualizações e correções de vulnerabilidades para este Sistema Operacional.A Bastilha era uma velha fortaleza construída em 1370, que inicialmente era usada como prisão de criminosos comuns, e depois em prisão de intelectuais e nobres opositores ao regime Francês. No dia 14 de julho de 1789, o povo a invadiu e a data histórica ficou conhecida como a Queda da Bastilha, um dos eventos decisivos para o início da Revolução Francesa.

Duzentos e vinte e seis anos depois, na mesma data de 2015, o 14 de julho será marcado pelo último dia de suporte do Windows 2003 Server. Coincidência ou não, a partir desta data, todas as torres de Windows 2003 estarão expostas a invasões populares, já que a Microsoft deixará de lançar as atualizações e correções de vulnerabilidades para este Sistema Operacional.

Ler mais

10 razões para escolher armazenamento em flash

SSD Flash

SSD Flash

Este artigo lista 10 boas razões para escolher armazenamento em flash para seu ambiente doméstico ou corporativo.

1. Capacidade de aproveitar a explosão de dados
As empresas ainda lutam com apertados orçamentos de TI, ao mesmo tempo que tentam gerenciar grandes quantidades de dados. O IDC prevê que a quantidade de dados crescerá anualmente mais de 50% nos próximos anos. Isso só aumentará a demanda por sistemas de armazenamento. Além disso, hoje em dia as empresas estão exigindo maior desempenho, mais potência e maior eficiência, devido às novas iniciativas de tecnologia (como computação em nuvem, virtualização e big data). A velocidade é cada vez mais importante para as empresas; elas exigem maior eficiência e melhor resposta para manter sua vantagem competitiva. Todo armazenamento em flash oferece melhor desempenho do que o alcançado com as unidades de disco mecânico legado – ou seja, é essencial para as organizações que procuram evoluir.

Ler mais

Empresas investem em gestão de infraestrutura de TI para evitar prejuízos

Gerenciamento de infraestrutura

A indisponibilidade da internet ou problemas nos servidores comprometem a produtividade de qualquer empresa e podem acarretar em diversos tipos de prejuízo, como o funcionamento de equipamentos, equipes impossibilitadas de trabalhar e falhas no contato com clientes, fornecedores e também entre os colaboradores. Por isso, as empresas não podem agir apenas reativamente e aí que … Ler mais

As Vantagens de Cloud Computing

[ad_1] A nuvem tem revolucionado a maneira que os dados são armazenados. Em vez de confiar em um disco rígido que está dentro de um local, você pode confiar na nuvem, onde os dados são armazenados em algum lugar fora do local e pode ser acessado online. Isto proporciona-lhe mais mobilidade – e computação em … Ler mais