Sua empresa está preparada para o teletrabalho?

O isolamento social é a principal recomendação da Organização Mundial da Saúde – OMS para evitar o aumento no número de infectados pelo novo coronavírus. Diante disso, o governo federal publicou ontem a medida provisória 927/2020, regulamentando, entre outras questões, o teletrabalho. Nesse cenario, a tecnologia é a melhor aliada!

Hoje em dia é impossível pensar em um ambiente corporativo moderno sem considerar a inovação tecnológica. Afinal, ela está transformando completamente as relações e ampliando práticas como o home office. Assim, é preciso ter as ferramentas adequadas para contemplar esse movimento.

Observe esses dados: de acordo com o Ibope Conecta, para 85% dos profissionais brasileiros, a experiência de realizar uma reunião remotamente já não deixa nada a desejar em relação aos encontros presenciais. Assim, diante do contexto atual, é possível se adaptar de maneira bem sucedida.

A atuação à distância é capaz de garantir a segurança e integridade de seus funcionários, os pilares essenciais da companhia. Além disso, apresenta vantagens para o negócio. Muitos colaboradores, por exemplo, até mesmo são capazes de serem mais produtivos quando realizam as entregas de casa.

O tempo de deslocamento é reduzido a quase zero, e, além disso, os colaboradores evitam os aborrecimentos e riscos do trânsito e do transporte público e começam o trabalho com um melhor estado do espírito e isso se reflete na sua produtividade.

Medidas para implantar o teletrabalho

Há uma imensa variedade de ferramentas de software para fazer o atendimento ao cliente à distância. Desde soluções gratuitas e populares, como WhatsApp, a soluções completas e personalizadas que permitem o acompanhamento do trabalho e auditoria dos resultados.

Em alguns ambientes basta ativar os serviços de compartilhamento da área de trabalho dos servidores, em outros há a necessidade de adicionar camadas de segurança na rede através de serviços de criptografia de dados, como uma VPN, autenticação em dois fatores e diversos outros fatores para evitar o acesso não autorizado aos sistemas.

Essas atualizações podem exigir um esforço de sua equipe de suporte técnico. É fundamental que os operadores remotos tenham a melhor estrutura de apoio para resolver qualquer eventualidade sem prejuízo ao atendimento ao cliente.

Para garantir essa qualidade e agilidade do suporte, em alguns casos será necessário padronizar os equipamentos dos operadores remotos. Fica muito mais fácil se todos os operadores remotos usarem a mesma versão do sistema operacional, a mesma plataforma de software e a mesma estrutura de comunicação para agilizar a solução de problemas.

O ideal é que o equipamento do operador remoto seja configurado com a mesma plataforma de software que as estações da rede local: mesmo ambiente de administração do sistema, mesmo antivirus, mesma firewall; e que a transmissão de dados seja sempre assinada digitalmente.

Talvez a variável mais imponderável seja a qualidade da conexão à internet do colaborador remoto. Dependendo da localização física do ponto de trabalho remoto haverá maior ou menor disponibilidade de uma internet de qualidade para garantir as atividades de um home office.

Vale lembrar que um operador de trabalho remoto requer muito mais da Internet que a simples navegação. Precisamos dimensionar um canal de comunicação que suporte conexão de área de trabalho, videoconferência, telefonia IP, impressão distribuída e outros recursos indispensáveis para garantir a produtividade do teletrabalho.

Invista em seu time para que sua empresa continue funcionando com o máxima de produtividade possível.