Por que você deve ter uma boa lista de e-mails

Uma pesquisa divulgada pela Return Path indicou que o e-mail marketing é a mídia digital que mais traz retorno sobre o investimento (ROI), sendo, em média, 40,56 dólares de faturamento por dólar investido. Uma boa lista de e-mails pode ser a chave para o sucesso de seus negócios.

Quando se trata do mercado brasileiro os dados também são animadores: de acordo com a ABEND, 78% das empresas adotam o sistema como ferramenta de marketing em seus negócios e obtém, em média, 10% do seu faturamento a partir dos envios de e-mails.

Eis porque é tão recomendável que você crie uma rotina de e-mail marketing e, mais que isso, tenha sua própria lista de e-mails de visitantes interessados e clientes que optaram por receber suas mensagens.

Mas em tempos de excesso de dados disponíveis por aí, construir uma lista de e-mails chega a parecer perda de tempo, não é?! Pois não se iluda: de nada adianta “comprar” uma lista de e-mails com milhares de endereços se aquelas pessoas não desejam saber o que você tem de novo para mostrar. Elas simplesmente irão deletar sua mensagem sem ler.

Quer ser visto, ouvido e até esperado pelo seu cliente? Construa seu próprio relacionamento com ele, começando por deixar que ele escolha receber ou não seus e-mails. Veja algumas dicas de como estruturar, iniciar e manter sua lista de e-mails como fonte de lucros:

Ofereça iscas digitais
Pode ser um e-book gratuito, uma série de vídeos, ou outros conteúdos exclusivos e que tenham a ver com o seu negócio. O que importa é que seja uma oferta irresistível para o seu cliente pensar que, afinal, você deve ser um cara bacana para dar algo tão legal de graça. Assim ele mergulha de cabeça na sua lista de e-mails.

Não engane as pessoas
Já que você ganhou um novo assinante – que imagina que você é super bacana e só por isso entrou na sua lista –, não o decepcione e diga a verdade sobre suas intenções. Destaque os benefícios que você propõe para quem faz parte desse seleto grupo de assinantes e não prometa nada que não vá cumprir. Se sua intenção é usar a lista para fazer ofertas e promoções – mesmo que de vez em quando -, vale deixar isso de cara logo de saída.

Promova (mesmo) sua lista
Crie uma página no seu site para contar os benefícios de fazer parte do sua lista de e-mails e aproveite para ilustrar com algumas edições bonitas de e-mails passados, que tiveram bons descontos ou conteúdos interessantes.

Conte a todos que a lista existe
Se você tem um blog ou uma comunidade em rede social, prepare teasers da sua newsletter (o ideal é mesclar textos, imagens e botões com links) e publique-os junto ao seu conteúdo. As laterais e o topo do site também são áreas interessantes para incluir caixas de assinatura. Quem se interessar, será enviado diretamente para a página de inscrição.

Seja simples nos formulários
Quanto mais informação você pedir, menos pessoas estarão dispostas a preencher o formulário. Então, seja razoável: além do endereço de e-mail, que outras informações são realmente imprescindíveis?

Pronto para criar uma lista matadora e arrasar no e-mail marketing?