Carregador pode passar virus para o celular?

Carregador por passar virus para o celularOs carregadores de celular funcionam apenas como conversores de potência elétrica, permitindo a recarga da bateria do seu dispositivo eletrônico. Porém, como qualquer outro dispositivo, pode ser alterado com fim criminoso para distribuir malware e passar virus para o celular.

O que acontece é: ao usar o carregador de celular conectado por porta USB a um computador ou unidade de memória infectado, esse pode ser usado para transferir malwares do PC/unidade para o smartphone, já que ambos possuem dispositivos de armazenamento de memória, funcionando o cabo do carregador como uma ponte. Então, o correto é afirmar que o conector USB pode ser utilizado para infectar dispositivos móveis, como smartphones e tablets, e não o carregador em si. Sim, o carregador por passar virus para o celular.

O alerta reforça a vulnerabilidade de pontos de carregamento de celulares públicos, como os oferecidos em aeroportos, shoppings ou estabelecimentos comerciais. A questão é que estes locais normalmente possuem computadores centrais/torres, com unidades de memória ligadas aos carregadores e, por isso, podem oferecer riscos de infecção a smartphones e tablets. Ainda assim, em alguns casos, estes locais apenas disponibilizam carregadores comuns ligados às tomadas.

Outra possibilidade é você, ao perder ou danificar o seu carregador original, comprar um carregador pirata que já foi construído com objetivo de infectar dispositivos ou roubar dados, já que criminosos podem modificar estes aparelhos e introduzir unidades de memória nos carregadores, deixando-os preparados para agir em favor de grupos de hackers, por exemplo. Então, apenas os carregadores construídos com este proposito podem ser usados para espalhar vírus.

Por isso, cuidado ao generalizar. Não estamos dizendo para que não use pontos públicos para carregar seu celular, nem que estes pontos são seguros. Mas esteja ciente de que se os locais têm os carregadores unidos a uma central com unidade de memória por entrada USB, eles oferecem riscos de infecção por vírus, e caso o estabelecimento disponibilize um carregador padrão, com módulo completo, apenas emprestado, este dificilmente poderá ser usado para distribuir malware.
Por Marcelo Carvalho.

Sobre a PSafe Tecnologia

A PSafe (www.psafe.com) foi criada em 2010 pelo Grupo Xangô, holding de tecnologia que desenvolve startups baseadas em nuvem. É uma empresa brasileira que visa trazer segurança e confiança ao ambiente digital utilizado por brasileiros e latino-americanos.