Além do Backup – Proteção de Dados e Business Continuity

Proteção de dados é coisa séria e vai muito além do backup para garantir que sua empresa não saia do ar por falha de algum componente de tecnologia.

Isto já aconteceu com você? Em novembro de 2004 fui chamado a uma pequena companhia para resolver um problema em um servidor Windows NT 4.0. O servidor armazenava todo o código de fonte do principal sistema da empresa e havia parado de funcionar.

Durante diversos dias tentamos recuperar o sistema das fitas de backup. Eram 50 pessoas cruzando os dedos, torcendo para que o Servidor02 voltasse ao ar e que os fontes fossem recuperados. Vários arquivos simplesmente haviam sido passados por alto no backup, não estavam nas fitas, e ninguém havia percebido.

Esse caso nos dá uma lição muito cara na distinção crítica entre a continuidade do negócio e a recuperação do desastre.

Backup é coisa básica

Backup é um assunto básico para a administração de sistemas, mas também é uma atividade a que não se dá muita atenção, infelizmente. Todos nós já ouvimos a frase “Faça backup dos seus arquivos principais e tudo estará bem.”. Seja franco, quantas vezes você verificou se os arquivos foram realmente copiados e se vão funcionar ao fazer o restore?

Backups consomem tempo, são complexos e caros. Muitas vezes você não consegue salvar todos os seus dados – incluindo contas de usuários e o estado do sistema. Acima de tudo, pouquíssimas pessoas realmente se importam com backups. Você já pensou alguma vez o que fazer se o disco rígido de seu servidor queimar?

Tudo o que queremos é um sistema que garanta que conseguiremos recuperar os sistemas de missão crítica o mais rápido possível e com o mínimo de prejuízos para as operações da companhia. Esse é o objetivo das soluções de Business Continuity, ou Continuidade de Negócios.

Continuidade de Negócios

Segundo a Agência Nacional de Proteção contra o Fogo, 43% de todas as empresas dos Estados Unidos jamais reabrem após um desastre. Sim, isso inclui os danos de um furacão, enchente, incêndio, enchente, vandalismo, terremotos ou terrorismo – eventos que afetam toda uma comunidade.

Mas se apenas sua empresa fosse atingida por uma sobrecarga elétrica e somente você ficasse fora de operação, qual seria o impacto desse evento sobre seus negócios? Quanto tempo levaria para reativar seus sistemas computadorizados? Conseguiria voltar a atividade? As companhias de seguro não consideram esse tipo da perda como um disastre natural, uma vez que é possível evitá-lo com algumas medidas preventivas.

Neste artigo explicaremos continuidade do negócio, recuperação do desastres e introduziremos o conceito da proteção dos dados, uma visão diferente que pode ajudar a acelerar o retorno à normalidade.

Continuidade do negócio e recuperação do disastre

A continuidade do negócio é a habilidade de conduzir o negócio dentro da normalidade, mesmo se seus sistemas principais sejam destruídos; por outro lado, a recuperação do desastre é como você pode reiniciar seus negócios rapidamente após um evento catastrófico.

A distinção pode parecer pequena, mas ao contrário das grandes companhias que podem recorrer aos grandes DataCenters e contratar empresas para ajuda-los a se recuperar rapidamente, para pequenas empresas com recursos limitados, a recuperação de desastres e a continuidade de negócios são tratadas frequentemente como um único assunto. Ambos são vitais para a sobrevivência de uma empresa.

Uma definição prática de continuidade do negócio: Seu escritório inunda e você muda suas operações para a sala de estar. O andar superior de seu prédio é destelhado durante uma tempestade e você tem que usar apenas o andar térreo com segurança.

A recuperação do disastre é o que acontece quando seu sistema computatorizado que contém todos os registros de clientes trava, e você gasta três dias que reconstruir a base de dados a partir de uma cópia eletrônica ou dos registros em papel. Se você puder se processar os pedidos dos clientes durante a operação da recuperação, isso é continuidade do negócio.

Dependência Do Computador

Nos últimos 10 anos, houve uma revolução silenciosa dentro da comunidade de pequenos negócios. Você pode ter uma firma arquitetura, por exemplo, mas você mantém todos seus registros e desenhos em computadores, naturalmente. Basicamente, todo o negócio que controla informação é dependente de computador, o que significa todos!

Para muitos negócios pequenos, Suporte Técnico de Informática é uma combinação de uma reduzida equipe de funcionários (geralmente um ou dois), computadores de baixo custo (o mais barato possível, mesmo que sacrificando a confiabilidade), e eventualmente uma consultoria externa eventual.

Sua recuperação do disastre se resume a uma caixa de fitas de backup. Se você não pode pensar em ter o melhor em termos de tempo ou recursos, esteja ciente que você está pondo seu negócio em grande risco.

Backup versus a recuperação dos dados

À primeira vista, o backup é algo muito simples e fácil de fazer: basta comprar uma unidade de fitas e software de backup, instalar o sistema e configura-lo para copiar os arquivos importantes. A tecnologia de backup em fitas é antiga e não acompanha o ritmo acelerado de crescimento das unidades de disco de alta capacidade.

Além disso, a unidade de fita está sujeita a falhas físicas e lógicas, resultando em backups defeituosos. Muitas empresas descobrem esse fato da pior forma possível, na pior hora: ao tentar restaurar arquivos.

Enquanto um simples computador de mesa tem um disco rígido de 60 a 80 GB, a fita de backup típica copia 20 a 40 GB, além de ser lenta. Se seu backup exigir intervenção humana para a troca de fitas você pode contar que seus riscos de falha no backup serão maiores ainda.

O backup pode até ser transparente para o usuário, mas o restore é geralmente uma situação de agonia.

Proteção Dos Dados

Quando algo dá errado, você gostaria de voltar os dados de seu backup rápida e transparentemente. A proteção de dados é uma parte integral da administração de seus sistemas. Ela simplesmente não pode falhar nem pode ser deixado para depois. Usando o novo paradigma, você pode criar estratégias que permitem o acesso aos seus dados – onde quer que eles estejam.

O sistema ideal deve proteger seus dados de forma transparente e permitir que você recupere seus arquivos rapida e facilmente, quer você esteja reconstruindo um servidor inteiro ou apenas localizando um arquivo crítico acidentalmente deletado na última semana.

Se você copiar os dados em vários lugares, várias vezes, então você poderá recuperá-lo. (e aquelas fitas em seu carro não contam.)

Com a contínua queda nos preços dos discos rígidos, uma combinação da proteção dos dados da quase-em-linha usando dispositivos NAS (Network Accesible Storage) e espelhamento de disco pode ser uma opção de custo aceitável.

Sua combinação de proteção on-site do servidor e com backup off-line noturno garante que os dados estarão disponíveis no próprio local para maior agilidade na recuperação ao mesmo tempo em que estarão armazenados em outro local para permitir a continuidade das operações em caso de catástrofe. Para usar esse enfoque você precisa de uma boa conexão de rede.

Rollbacks e Archiving

Muitas pessoas pensam nos backups como um método de restaurar sistemas de arquivos inteiros em caso de falha do disco. Isto acontece, mas muito mais frequentemente, as companhias necessitam recuperar somente alguns arquivos ou criar uma cópia histórica permanente de um projeto terminado.

Com um sistema baseado em fitas, você necessita encontrar a fita correta (que supõe que não tenha sido sobrescrita por alguém que se confundiu) e então recuperar os arquivos desejados. Mesmo com uma unidade cara da biblioteca de fitas, este processo pode levar horas.

Imagine poder recuperar até três meses de mudanças de arquivos com um simples drag and drop. Os rollbacks são realmente característica de produto da tecnologia broadleaf.

Para uma pequena empresa, com quase nenhum suporte técnico interno, poder recuperar arquivos individuais sem ter que procurar arquivos em um monte de fitas representa grandes economias.

Conclusões

A próxima vez que você pensa sobre o backup de dados, pense sobre a proteção dos dados e como você recuperaria seus sistemas. Uma vez que você identificou os sistemas e os dados críticos do negócio, somente então, pode você criar um plano de proteção de dados que sirva para sua empresa.

Usando uma combinação do backup externo, quase on-line e de sistemas espelhados, mesmo uma pequena empresa pode proteger seus recursos dos dados e ter a tranquilidade de saber que os dados são prontamente acessíveis não importa o que aconteça.

Caso você deseje elaborar um plano de proteção de dados e continuidade de negócios, entre em contato conosco.

Autor: Marco Aurélio de Lima (maurelio@malima.com.br, http://www.malima.com.br)