McAfee realiza ampla adoção de plataforma de segurança de código aberto

A McAfee, uma das principais empresas de segurança cibernética do mundo, anunciou a adoção em grande escala do Data Exchange Layer (DXL), incluindo a interoperabilidade com a Cisco Systems, maior fornecedora de soluções de segurança empresarial e redes do mundo, e novas colaborações por meio do McAfeeÒ Security Innovation Alliance, principal programa de parceria tecnológica do setor, demonstrando o movimento do setor em direção a uma segurança mais colaborativa, aberta e integrada.

“Precisamos capacitar as equipes de segurança para que parem de perder tempo em integrações tediosas e tarefas manuais e, em vez disso, passem a se concentrar na defesa contra os adversários”, disse Raja Patel, Gerente Geral de Produtos Corporativos da McAfee. “As organizações devem se concentrar na maximização do valor de seus ambientes com soluções que possam ser integradas, em vez de empilhar novas tecnologias que não se comunicam entre si. Colaborações como as que estamos fazendo com a Cisco, IBM Security e outras empresas em todo o setor de segurança são fundamentais para fechar as lacunas de informação, desmantelar silos e fornecer a visibilidade que precisamos para proteger nossos bens mais importantes contra criminosos cibernéticos.”

Desde o lançamento em 2016, a iniciativa OpenDXL acelerou o uso empresarial de DXL, além das ofertas de serviço disponíveis. Há uma crescente adoção da iniciativa OpenDXL, evidenciada pelas empresas que se desenvolvem com ela e pelas dezenas de soluções concluídas por meio do kit de desenvolvimento de software (SDK), publicadas no repositório de código-fonte GitHub e em OpenDXL.com, comunidade dedicada de código aberto na Web.

Aproveitando esse momento do setor, DXL e Cisco pxGrid, grade de informações de segurança de código aberto da Cisco, agora trabalham juntas para compartilhar contexto de eventos de ameaças e tornar possível a automação entre a rede e o endpoint. Com as duas malhas interoperando, as organizações agora podem conduzir integrações com soluções de segurança de centenas de fornecedores. Além disso, por meio da iniciativa OpenDXL, a integração e a orquestração agora se estendem a aplicativos empresariais e de código aberto.

Juntas, a McAfee e a Cisco estão oferecendo:

  • A maior malha de segurança de código aberto do setor: somando quase 100 parceiros integrados, DXL e pxGrid juntos criam uma infraestrutura de segurança universal, unificada e responsiva para detectar e reagir a ameaças.
  • Mitigação automatizada de ameaças: os processos automatizados podem ir além das ferramentas, que antes ficavam em silos, e ligar endpoint, rede e domínios de operação de segurança, fechando as lacunas de segurança que impedem o gerenciamento de ameaças eficiente e efetivo.
  • Maior precisão nas decisões: o fluxo de dados bidirecional enriquece os aplicativos integrados com informações detalhadas, permitindo que os analistas tenham uma visão dos dados principais, como, por exemplo, o que está na rede, a postura atual de segurança, os níveis de privilégio e muito mais.

“Os líderes empresariais e do setor há muito tempo desejam maior visibilidade e eficácia nas operações de segurança. A interoperabilidade entre DXL e Cisco pxGrid marcam a primeira vez que isso foi alcançado em tamanha escala devido ao grupo de clientes que cada um atende e aos muitos que compartilham”, disse Jeff Reed, VP Sênior, Gestão de Produtos, Security Business Group, Cisco. “Descobrimos que muitas organizações trabalham com mais de cinco fornecedores de segurança e têm dificuldade de integrar até 50 produtos, resultando em lacunas de segurança que as deixam vulneráveis. Os defensores agora têm acesso ao mais amplo e diverso conjunto de serviços do setor, entre rede, endpoint e operações de segurança. Essa colaboração entre a Cisco e a McAfee agrega grande valor e facilita o trabalho de segurança para os clientes.”

No aniversário da iniciativa OpenDXL, a McAfee lançou o DXL 4.0 e novas ferramentas de código aberto que fornecem um ambiente de categoria empresarial para os desenvolvedores, com o objetivo de facilitar o uso efetivo e acelerar a criação.

Os recursos do DXL recém-lançado incluem:

  • Fácil integração com pxGrid: Um simples download inclui todos os softwares necessários para conectar DXL e pxGrid e definir políticas automatizadas para reagir a possíveis ameaças.
  • Resposta automatizada a incidentes: O McAfeeÒ ePolicy OrchestratorÒ (McAfeeÒ ePOÔ) reage automaticamente a eventos de ameaças, enviando dados ao DXL e disseminando entre os produtos conectados para que medidas sejam tomadas.
  • Gerenciamento melhorado: Atualizações de processos e configuração de clientes simplificado, com novas melhorias de cliente e extensão do DXL ePOÔ.

Novas contribuições para a comunidade OpenDXL:

  • Desenvolvimento e teste simplificados: O novo ambiente de desenvolvimento interativo e o agente DXL independente permitem que os usuários configurem uma infraestrutura DXL de trabalho e ambientes de desenvolvimento em cinco minutos ou menos.
  • Integração simplificada com pxGrid: O novo cliente OpenDXL pxGrid Python é otimizado para dar suporte às interações entre os serviços OpenDXL e pxGrid.
  • Novos parceiros e integrações da McAfee SIA

O ecossistema do McAfee Security Innovation Alliance continua crescendo com a adição de novos parceiros, alcançando mais de 130 membros.

Os novos parceiros incluem:

  • Corero Network Security
  • Deep Secure
  • Digital Authentication Technology
  • DigitalDefense
  • Excalibur
  • Extreme Networks
  • GuardiCore
  • IBM Security
  • Infoblox
  • Juniper Networks
  • Kaymera
  • Micron Technology, Inc.
  • SAS
  • SS8
  • SecurityScorecard
  • SailPoint
  • Zimperium

A missão do McAfee Security Innovation Alliance é acelerar o desenvolvimento de produtos de segurança interoperáveis e simplificar a integração de produtos nos ambientes complexos dos clientes. Com o McAfee SIA, o setor de segurança cibernética está oferecendo um ecossistema de segurança integrado e conectado, que maximiza o investimento que os clientes estão fazendo em suas infraestruturas de segurança cibernética, ao mesmo tempo em que os tempos de resposta dos eventos de segurança são reduzidos e os sistemas comprometidos são corrigidos com mais facilidade, levando a um ciclo de vida de defesa contra ameaças simplificado.