DroneShow 2018: Fórum de Empresários de Drone

Durante a feira DroneShow 2018, que será realizada de 15 a 17 de maio em São Paulo (SP), acontecerá a primeira edição do Fórum de Empresários de Drones da América Latina.

Este evento será uma oportunidade especial para networking e promoção de novos negócios, assim como tem acontecido com o fórum de empresários brasileiros que já se reúne desde 2016.

O último encontro foi realizado em outubro passado na capital paulista com o objetivo de avaliar o momento atual do mercado brasileiro de drones pós regulamentação, no qual estiveram presentes mais de 250 participantes.

Este fórum é organizado pela MundoGEO, empresa promotora da feira DroneShow, que reuniu na última edição mais de 3 mil participantes, 45 expositores, 30 atividades paralelas e 70 palestrantes.

Serviço
DroneShow 2018
Centro de Convenções Frei Caneca
R. Frei Caneca, 569 | Consolação – SP
atendimento@mundogeo.com
(11) 4063-8848
www.droneshowla.com

 

Palestra: Quer vender online? Maneiras de criar a sua loja virtual

Palestra: Quer vender online? Maneiras de criar a sua loja virtualPara quem quer investir nesta área, no dia 17 de março acontece em Porto Alegre (RS) o Ciclo MPE.net, com seminários gratuitos para capacitar micros e pequenos empreendedores. Em 2015, o número de gaúchos que abriram uma loja virtual no estado mais que dobrou, comparado com o ano de 2014. Foram 4.455 novas lojas só na plataforma Loja Integrada, (www.lojaintegrada.com.br), segundo levantamento realizado no começo de março pela maior empresa para a criação de loja virtual do país, com 260 mil lojas.

A pesquisa mostrou ainda que o segmento que mais atraiu os lojistas no ano passado foi Moda e Acessórios (26%), seguido por Artesanato (8%). “Expandir a cultura local para o resto do Brasil é um nicho muito interessante para investir. Produtos regionais como o chimarrão, mate e acessórios para churrasco estão entre os mais vendidos nas lojas”, afirma Adriano Caetano, especialista em comércio eletrônico e Diretor da Loja Integrada.

O Lojista Lucas Weber viu no comércio eletrônico uma oportunidade para expandir seus negócios para o mundo digital. A loja virtual Churrasco a Cavalo (www.churrascoacavalo.com.br) é pioneira no segmento de produtos para churrasco, chimarrão e itens relacionados à cultura Gaúcha, como as esculturas de Flavio Carvalho e outros artesãos gaúchos. “Temos clientes do país inteiro que conseguem estar mais perto do Rio Grande do Sul por meio dos nossos produtos. São Paulo e Mato Grosso estão entre os estados que mais vendemos”, afirma.

Para quem quer investir no e-commerce em 2016, acontece em Porto Alegre (RS), no próximo dia 17, (quinta-feira) o Ciclo MPE.net. Durante o dia todo, serão ministrados seminários gratuitos para capacitar micros e pequenos empreendedores interessados em abrir uma loja na internet ou aprimorar o seu negócio.

O evento também será um espaço para aprender estratégias para vender mais e dicas para criar uma loja virtual e se tornar um empreendedor digital. No dia 17, às 13h40, o especialista em comércio eletrônico Adriano Caetano apresenta as principais formas para montar um e-commerce e já sair vendendo pela internet. O Ciclo MPE é iniciativa da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e as inscrições podem ser feitas gratuitamente pela internet.

Inscrições: http://www.ciclo-mpe.net/web/inscricao/index/eventid/121
Serviços:
Quando: 17/03, das 8h às 18h20

Onde: Auditório da FederaSul
Largo Visconde de Cairu, 17 – 6º andar
Palácio do Comércio
90030-110 | Centro Histórico – Porto Alegre

Palestra: Quer vender online? Maneiras de criar a sua loja virtual

Palestrante: Adriano de Moura Caetano

Horário: Das 13h40 às 14h25

 

Morphis apresenta soluções de modernização de sistemas legados na IT Forum Expo 2015

Com o objetivo de disseminar a marca e o grande potencial dos produtos e serviços da empresa, a Morphis estará presente no IT Forum Expo 2015, com o objetivo de reforçar seu reconhecimento no Brasil, estabelecer seu patamar de grife mundial e criar oportunidades de negócio em modernização de sistemas legados.
O foco da Morphis é abordar a demanda explosiva para modernização de sistemas legados que estão inibindo a agilidade e a inovação dentro das empresas. Os clientes-alvo primários da Morphis são ISVs (Independent Software Vendors), departamentos de TI corporativos que estão lutando para modernizar os seus produtos e sistemas, e os integradores de sistemas que os suportam. O Brasil, como um dos grandes mercados para a computação empresarial, está na lista de prioridades de crescimento da empresa que já possui clientes brasileiros.
“A pressão para oferecer, em nuvem, uma interface cada vez mais móvel a clientes e funcionários está chegando a um ponto de inflexão crítico, especialmente, nas grandes indústrias voltadas ao consumidor, tais como varejo, serviços financeiros e governo” afirma Luis Andrade, CEO da Morphis.
“O emaranhado de código de sistemas de software mais velhos está prejudicando a competitividade de muitas empresas, impedindo que mantenham a sua parcela de mercado e, ainda mais grave, se defendam contra violações de segurança. O saneamento e a migração de aplicações para a nuvem é, atualmente, um imperativo fundamental nas empresas”, conclui Andrade.
A Morphis é uma empresa de software “do-legado-a-nuvem”, baseada em Portugal e com escritórios no Reino Unido, Espanha, Brasil e  Estados Unidos, onde recentemente estabeleceu uma maior presença com a abertura de sua sede no condado de Boulder, no estado do Colorado.
Sobre a Morphis
Em 1995, uma equipe de estudantes de pós-graduação liderada pelo CEO e Fundador Luis Andrade embarcou em uma missão para criar as melhores ferramentas de software para modernização do legado no mundo. Altamente voltada à internet, a Morphis está sediada em Lisboa, Portugal, com escritórios na Europa e nas Américas, para oferecer as soluções mais completas de modernização “legado-a-nuvem” para fornecedores de software, empresas globais e seus integradores de sistemas.
www.morphis-tech.com

Agility Networks e Nubeliu apresentam soluções OpenStack no Gartner Symposium/ITxpo 2015

A Agility Networks, integradora brasileira especializada em soluções de segurança, data center e entrega de aplicações, e a Nubeliu, desenvolvedora de soluções e prestadora de serviços que potencializam a adoção de cloud computing (baseadas na plataforma de código aberto Openstack), participarão do Gartner Symposium 2015. As empresas firmaram parceria recentemente para ofertar ao mercado soluções baseadas na plataforma de código aberto OpenStack, que facilita a construção de nuvem, seja ela privada ou pública. O estande das empresas está localizado na área Emerging Tech.

“O OpenStack está se tornando uma plataforma padrão em nível global para as corporações que desejam autonomia, gerência e controle sobre sua nuvem, seja ela privada ou híbrida”, afirma Carlos Teixeira, CEO da Agility Networks.

Richard Hager, COO e cofundador da empresa Nubeliu, cujo desenvolvimento de tecnologia e serviços são 100% voltados à OpenStack, destaca que “a adoção de nuvem privada ou pública com a plataforma livre OpenStack é até 70% mais barata em comparação às soluções convencionais do mercado e o projeto de cloud é executado 400 vezes mais rápido do que os projetos com múltiplas tecnologias de virtualização”.

Plataforma OpenStack

OpenStack é o software opensource mais suportado globalmente para a construção de nuvens públicas e privadas. A Cloud OpenStack permite que empresas disponibilizem infraestrutura de TI de forma rápida, atendendo as demandas de negócio prontamente, além de oferecer maior independência frente às tecnologias proprietárias. A plataforma OpenStack é mantida pela Fundação OpenStack que atua de forma independente em conjunto com uma comunidade global que é formada por mais de 14.000 membros e 400 empresas, distribuídas em 140 países.

www.openstack.org

Agenda

Gartner Symposium/ITxpo  2015
19 a 22 de Outubro
Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel  – Avenida das  Nações Unidas, nº 12.559, São Paulo/SP

Sobre o Gartner Symposium/ITxpo

O Gartner Sympo sium/ITxpo é o mais importante encontro de CIOs e executivos seniores de TI. O evento traz conteúdo independente e objetivo com a autoridade do líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia e fornece acesso às mais recentes soluções dos principais fornecedores de tecnologia. O Symposium/ITxpo anual do Gartner é um componente essencial dos esforços de planejamento dos participantes.  Eles contam com insights sobre como suas empresas podem utilizar a tecnologia para atender aos desafios dos negócios e aprimorar sua eficiência operacional. Para mais informações, acesse www.gartner.com/technology/symposium/br/

Sobre a Nubeliu

A Nubeliu é uma empresa brasileira com atuação em toda América Latina, especializada no desenvolvimento de soluções e na prestação de serviços para a adoção da tecnologia de cloud computing (privada ou híbrida) com a plataforma aberta (opensource) OpenStack. Fundada no ano de 2014, com base na cidade de São Paulo, a Nubeliu conta com equipe latino-americana altamente especializada e com vasta experiência em projetos de nuvem com OpenStack. www.nubeliu.com.br

Sobre a Agility Networks

A Agility Networks é uma empresa especializada em serviços e arquiteturas sofisticadas para TI, reconhecida e admirada por sua capacidade técnica e confiabilidade na entrega das soluções. Fundada em 1991, atua em três áreas chave: Segurança, Application Delivery e Data Center & Cloud. A empresa busca ser o melhor parceiro tecnológico de seus clientes para estabelecer relações de longo prazo baseadas no conhecimento, profissionalismo e na capacidade de orientar e realizar inovações. É um provedor de destaque em tecnologias como VMware, NetApp, Infoblox entre outros. A Agility Networks também é hoje a principal referência na América Latina para os fabricantes F5 Networks e Palo Alto Networks. Conta hoje com aproximadamente 165 colaboradores, com sede situada no Alto da Lapa, São Paulo, além de outros escritórios de apoio. Entre seus principais clientes estão alguns dos maiores bancos e grupos financeiros do país, empresas aéreas, indústrias, service provider de TI e Telecom, além de portais de e-commerce.

Gartner aponta 10 tendências tecnológicas mais importantes para o governo

Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information ManagementO Gartner Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, anuncia que os novos modelos de serviços para o Governo digital devem estar no topo da lista das prioridades de organizações que priorizam investimentos em tecnologia. Essas e outras informações serão apresentadas durante a Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information Management, que acontecerá nos dias 23 e 24 de junho (terça e quarta-feira), no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

As 10 tendências tecnológicas mais importantes para o governo em 2015 foram identificadas pelo Gartner com o objetivo de ajudar CIOs e líderes de TI a avaliar tecnologias estratégicas fundamentais para planejar os caminhos de TI de suas empresas.

“CIOs do setor público podem obter suporte para inovação digital de administradores ao explicar essa demanda em termos de prioridade comercial. Além disso, eles devem apresentar exemplos relevantes do que a indústria de atendimento ao cliente ou outras agências governamentais com capacidades digitais fizeram, como o fizeram e quais foram seus resultados”, afirma Rick Howard, Diretor de Pesquisas do Gartner.

  1. Ambiente de trabalho digital. A força de trabalho governamental do futuro será permeada de funcionários digitalmente qualificados, dos trabalhadores da linha de frente aos executivos superiores. CIOs devem ter um papel de liderança ao construir um ambiente de trabalho mais social, móvel, acessível e conduzido por informações.
  2. Relações com o cidadão em múltiplos canais. Jurisdições governamentais com canais múltiplos (escritórios municipais, correspondência de correio físico, centros de contato, sites governamentais e aplicativos móveis) estão se esforçando para fornecer aos cidadãos uma visão única sobre a organização.
  3. Abrir quaisquer dados. O número e variedade de conjuntos de dados e APIs de web abertos ao público disponibilizados por todos os níveis governamentais no mundo continua a crescer. O Gartner prevê que até 2018 mais de 30% dos projetos digitais de governo tratarão quaisquer dados como abertos.
  4. e-ID de cidadão. A identificação eletrônica do cidadão (e-ID) refere-se a um conjunto orquestrado de processos e tecnologias gerenciados por governos para fornecer um domínio confiável em relação a como os serviços públicos serão acessados por cidadãos em qualquer dispositivo ou por qualquer canal de internet.
  5. Controle de acesso. Este controle está evoluindo rapidamente de uma função comercial separada e distinta para um aspecto fluido da operação do sistema e da experiência do usuário. As capacidades de controle de acesso são particularmente relevantes para líderes de programas governamentais que projetam novos serviços móveis.
  6. Interoperabilidade escalável. As agências governamentais estão começando a depender cada vez mais da troca de dados com parceiros externos para otimizar suas redes de entrega de serviço e funções comerciais, como colaboração entre empresas e coordenação, monitoramento e relatório de resultado de serviços.
  7. Plataformas digitais. Uma plataforma governamental digital incorpora padrões de design de arquitetura orientados para o fornecimento e o uso de serviços empresariais em diversos domínios, sistemas e processos.
  8. Internet das Coisas. A Internet das Coisas (IoT) é uma rede de objetos físicos (fixos ou móveis) que contém tecnologia embutida para comunicar, monitorar, identificar ou interagir com múltiplos ambientes. Para o governo, a IoT permite a transformação digital de estratégias do serviço.
  9. TI em escala web. TI em escala Web é um padrão de arquitetura orientado para sistemas de computação de classe global que fornecem as capacidades de fornecedores de grandes serviços de Nuvem para uma organização de TI empresarial. Para o governo, a transição para TI em escala Web é uma tendência de longo prazo com implicações culturais e tecnológicas significativas sobre o processo de TI.
  10. Nuvem híbrida. A TI híbrida oferece aos CIOs governamentais um novo modelo de operação que fornece suporte à capacidade de seus departamentos de TI para combinar e gerenciar a infraestrutura local ou a Nuvem privada interna com ambientes baseados em Nuvem externos simultaneamente. No governo, um modelo de TI híbrido exige competências muito distintas para dar suporte a diversas implantações de Nuvem públicas.

 

A Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information Management oferece para as empresas um direcionamento estratégico associado com a implementação, a estruturação e o aperfeiçoamento de programas de BI – Business Intelligence e de Business Analytics, analisando tendências e práticas de mercado.  Mais informações estão disponíveis no site: gartner.com/br/bi.

Para se inscrever, contate o Gartner pelo e-mail brasil.inscricoes@gartner.com, pelos telefones (11) 5632-3109 e 0800-744-1440, ou pelo site: http://www.gartner.com/br/bi