Você é um diferencial no mercado?

Diferencial de mercado
Se você está lendo essa matéria significa que você tem apenas 3 respostas possíveis:

Sim, sou um diferencial
Talvez seja, mas não tenho certeza
Não, não sou diferencial no mercado.

A resposta imediata e intuitiva dá abertura a uma reflexão e análise mais aprofundada sobre o quanto você se diferencia dos outros. Todo indivíduo é um ser único e singular. Mas em termos de trabalho, nem sempre somos únicos e singulares se olharmos pela ótica da sua atuação profissional.

O seu cargo, o segmento de mercado e a especialidade de sua área de atuação difere pouco diante de outros colegas ou concorrentes na mesma condição. O perfil profissional traçado pelas empresas e pelo mercado também pouco ou em nada difere. Então, onde podemos nos destacar diante de tantos outros iguais?

Conhecimento, habilidades, atitudes e comportamentos são os ingredientes principais da diferenciação.

Quanto maior o conhecimento, melhor bem empregadas as atitudes e comportamentos, maior diferenciação haverá entre você e os demais. Para isso, é importante haver mensuração de seus resultados onde a qualidade, a relevância e o impacto deles na organização seja fator de superação e reconhecimento espontâneo e autêntico. Esses são sinalizadores de que a sua atuação tem sido destacada perante outros.

Para todos aqueles que têm a ambição profissional de galgar novas responsabilidades, novos desafios, novos patamares de atuação, e no pacote também se herda novos estresses, é preciso em primeiro lugar ter um conhecimento intrapessoal, ou seja um conhecimento realista e verdadeiro sobre si mesmo. Essa é o enfoque de discussão desta matéria.

O processo de identificação de seus pontos fortes, debilidades e oportunidades de melhoria é em geral doloroso, mas é a chave que desencadeará todo o resto de suas ações.

Como realizar esse processo sob o ponto de vista organizacional?

O Feedback e a Avaliação de Desempenho são alguns “termômetros” que mediaram a sua evolução. Abaixo segue alguns passos objetivos e suportados pela metodologia SMART** para PDI (Plano de Desenvolvimento Individual):

Identificar fortalezas, debilidades e áreas de oportunidades para Conhecimento, Habilidade, Atitude e Comportamentos;
Desenhar um plano de desenvolvimento (metodologia SMART);
Ter a ajuda das pessoas que você julga eficientes e referenciais nos pontos onde você quer evoluir;
Colocar em prática no dia-a-dia do trabalho e das relações interpessoais;
Avaliar;
Saber comunicar os resultados por meio da evolução do seu aprendizado de modo objetivo, humilde, cativante e influenciador.

Então, você é um diferencial de mercado?

* A Metologia Smart foi escrita George T Doran, Arthur Miller e James Cunningham em 1981 e passou fortemente ser adotada pelas corporações a partir dos anos 2000.

Dicas de etiqueta empresarial

Etiqueta empresarial

É comum as pessoas tratarem com estranheza o termo etiqueta empresarial, não tendo a real noção da importância que os profissionais de uma empresa possuam esse tipo de etiqueta. Mas segundo Ricardo Barbosa, diretor executivo da Innovia Training e Consulting, o impacto da implantação desse tipo de ação é fundamental para a manutenção e o crescimento de uma empresa.

Barbosa cita como exemplo um estudo da universidade americana de Harvard que mostra que dois terços das demissões nas empresas são causadas por dificuldades de relacionamento com os colegas, no que a falta de etiqueta empresarial se mostra fundamental. Isso explica porque pessoas altamente profissionais e competentes no que fazem acabam sendo demitidas de suas empresas e outras – nem tão competentes assim – permanecem, atingindo promoções e melhores oportunidades de carreira. Logo, podemos concluir que competência técnica não é tudo e que aquelas pessoas que não têm uma boa habilidade para criar relacionamentos, ou seja,etiqueta no convívio, acabam tendo menores chances de sucesso.

Etiqueta Empresarial é um conjunto de cerimônias usadas no trato entre pessoas e empresas, regidas pela boa educação, bom comportamento, convenções sociais, ética profissional e prescrições oficiais. Seu objetivo é reduzir, ao mínimo, os conflitos, preconceitos, atritos, dúvidas, suspeitas e mal entendidos entre o público e as organizações, criando um clima de conhecimento, compreensão, confiança, cooperação e parceria entre as partes que se relacionam.

Assim, ela se resume à capacidade de escolher o comportamento correto perante o convívio social dentro de uma empresa, para que se alcance o sucesso nas relações de negócios e para que se estabelecerão relações sólidas entre os clientes e colaboradores. “Essa preocupação deve abranger todo o contexto da empresa, desde o office-boy até o presidente, todos devem ter uma imagem coesa de etiquetaempresarial”, explica o diretor da Innovia.

Veja algumas dicas de etiqueta empresarial preparadas por Ricardo Barbosa, diretor executivo da Innovia Training & Consulting:

  1. Pontualidade deve ser ponto de honra no ambiente empresarial. Assumindo um compromisso, este se torna sua responsabilidade, prinipalmente o horário. Organize-se para chegar na hora todos os dias e para cumprir com os prazos propostos. Caso perceba que não será possível cumprir com o compromisso no horário, ligue ou peça para ligarem informando sobre o atraso.
  2. A vestimenta diz muito para as outras pessoas assim é recomendável roupas discretas, sem modismos. Decotes e cores berrantes, dentre outros erros devem ser evitados, sob pena de perder com a seriedade. Tome cuidados com higiene pessoal.
  3. O ditado a primeira impressão é a que fica deve ser levado a sério, assim, sempre seja cordial e prestativo já em um primeiro contato, saiba ouvir e falar na hora certa e tenha sempre cartões profissionais disponíveis.
  4. Sempre ao entrar em um local peça licença, busque comprimentar todas as pessoas que estiverem no local, mas só estenda a mão se o interlocutor o fizer primeiro, e só se sente se for convidado por ele.
  5. Comunique-se corretamente com as pessoas, busque olhar nos olhos, demonstre atenção no que estão falando, não se distraia durante a conversa e busque estabelecer um diálogo.
  6. Mantenha uma postura correta, não cruze os braços, evite se sentar de qualquer jeito, jogando o corpo na cadeira, como também não se sente na beirada da cadeira. É importante uma boa acomodação, porém ereto e de forma adequada.
  7. A maioria das corporações possuem códigos de ética e de conduta a ser seguido. Procure se informar no lugar em que você trabalha onde pode encontrá-lo e leia com atenção.
  8. Seja organizado e demonstre isso. Planeje adequadamente seu tempo e sua mesa, mantenha os papéis e arquivos de computador nos devidos lugares, onde não só você, mas qualquer membro da empresa consiga localizar quando necessário.
  9. Respeite os colegas e o espaço de trabalho. Não precisa ficar mudo durante o expediente, mas evite ao máximo assuntos que exponham o seu lado pessoal ou o de alguma outra pessoa. Fofocas nunca combinaram com o ambiente profissional. Além disso, adeque a altura da sua voz ao ambiente.
  10. Cuidado com a utilização de celulares no trabalho, evite ligações pessoais e caso estas ocorram, busque ir para um local privado. Não fale demasiadamente alto e muito menos utilize termos de baixo calão. Cuidado com o toque do celular, o correto é deixá-lo no modo silencioso.
  11. Além do celular, também é necessário cuidados com outras ferramentas tecnológicas e principalmente com as redes sociais. As empresas antenadas possuem políticas para utilização destas, por isso busque saber os limites.
  12. Amizades no ambiente de trabalho é um tema delicado. É importante diferenciar amigos de colegas de trabalho, principalmente no ambiente da empresa. Esse limite pode ser útil quando for necessário realizar uma cobrança ou fazer um feedback.
  13. Bom humor é uma necessidade nas empresas. Quando estiver tendo um dia difícil, reflita se alguém do trabalho tem a obrigação de compartilhar as dificuldades com você. Contudo, cuidado com as brincadeiras. Um ambiente de trabalho descontraído é positivo desde que sejam feitas apenas brincadeiras saudáveis, que promovam um ambiente alegre e equilibrado.
  14. Busque ter “jogo de cintura” na hora de imprevistos e ouça a opinião dos outros muitas vezes de opiniões divergentes se chega a um ponto em comum correto. É preciso saber argumentar e também, ceder.

Ingresso na faculdade: como construir uma carreira de sucesso?

Como construir uma carreira de sucessoO tão esperado ingresso à faculdade pode ser um período cheio de mudanças. Os jovens ganham um novo estilo de vida, novos desafios e precisam de maior dedicação aos estudos. Passado o período de adaptação, é hora de enxergar as vantagens e oportunidades que a vida de universitário pode proporcionar até que o estudante termine seu curso. Conhecer o mercado de trabalho, ainda durante a faculdade é uma delas.

“Uma boa alternativa é conversar com os professores sobre o exercício da profissão e a rotina deste no dia a dia de trabalho. O estudante precisa, desde o momento que ingressa em um curso superior, conhecer um pouco mais do que o espera assim que se formar”, explica Martha Zouain, psicóloga e diretora da Pisco Store.

Ainda segundo a psicóloga, o universitário pode, desde o início da graduação, planejar e construir uma carreira de sucesso. Pesquisar sobre campos de atuação, escolher um trabalho de monitoria, estágios, estudar outro idioma e até fazer um intercâmbio cultural são algumas ações que rendem bons frutos para o futuro profissional.

“A principal dica é dedicar-se e envolver-se com o curso desde o primeiro ano, mesmo que algumas matérias pareçam desinteressantes e não façam sentido, naquele momento, com o curso escolhido”, afirma Martha.

Além disso, o sucesso profissional tem tudo a ver com ter afinidade com o curso escolhido. Estar bem no ambiente de trabalho é um fator de motivação para o funcionário, que gera bons resultados para ele e para seu gestor. “Há anos trabalhando com pessoas, uma das coisas que posso afirmar com toda convicção é que sucesso tem tudo a ver com o fazer o que gosta. O importante é ser feliz! Corra atrás da sua felicidade, não importa o que vai lhe custar”, finaliza Martha Zouain.

Sobre Martha Zouain
Martha Zouain é psicóloga e diretora da Psico Store. Estudou em São Paulo e há quinze anos dirige a empresa, que é uma das referências no Estado na busca pelos melhores profissionais e no aperfeiçoamento do trabalho na área de Recursos Humanos. A empresa também oferece cursos e seminários que ajudam jovens a encontrar colocação no mercado de trabalho.

Profissões valorizadas em 2015

Para quem está em um período de definição profissional ou de desejo de mudança uma questão que fica é, quais as áreas que oferecem melhores oportunidades no mercado de trabalho para buscar desafios diferentes. A dúvida é comum e a resposta é complexa, tendo que avaliar em um cenário de longo prazo, contudo, algumas tendências do mercado de trabalho devem ser levadas em conta.

Veja algumas profissões valorizadas em 2015:

Gerência Financeira – A necessidade das empresas reduzirem seus custos e aumentarem a rentabilidade é praticamente obrigatório, o que faz com que seja crescente a procura de profissionais com capacidade de gerenciamento financeiro, para um posicionamento estratégico.

Controladoria – Em período de crise ter dados e saber utilizar é fundamental assim se valoriza o papel do controller que é quem garante a qualidade das informações e sua adequada utilização, alinhando a área técnica e a estratégia do negócio.

Advocacia Empresarial – Ramos específicos da advocacia como a trabalhista e tributária devem se valorizar, sendo que há a necessidade de uma melhor estratégia perante impostos e evitar problemas relacionados com funcionários, principalmente em caso de demissões.

Empreendedorismo – Períodos de dificuldades são marcados pelo aumento de pessoas que buscam buscar novos negócios, por diversas questões, como demissões e aumento da pressão, assim, áreas que auxiliam esses novos empreendedores como coach ou consultorias devem crescer.

Marketing Digital – Uma área ainda pouco explorada e que cada vez mais demonstra ter fundamental importância para as empresas, seja em relação a sites e otimização de Google como à redes sociais. Os consumidores utilizam mais que nunca a rede para adquirir produtos e serviços e esses profissionais são essenciais.

Contabilidade e Consultorias relacionadas – A complexidade tributária e trabalhista do país, em conjunto com a falta de mão de obra qualificada tem como reflexo o crescimento da procura por contadores e contabilistas, garantindo cada vez mais vagas e bons salários, o país necessita de profissionais responsáveis por administrar impostos e taxas.

Recursos Humanos – A escassez de profissionais qualificados em diversas áreas de atuação faz com que o profissional de recursos humanos que pense de forma mais estratégica se torne primordial, buscando alternativas no mercado de trabalho e opções de qualificações para os contratados.

Tecnologia da Informação – Já esteve mais em alta, chegando a serem em alguns casos supervalorizados, mesmo assim os profissionais de TI estarão valorizados devido aos investimentos constantes das empresas com o objetivo de melhorar a produtividade dos funcionários.

Ricardo M. Barbosa é diretor executivo da Innovia Training & Consulting, professor de programas de pós-graduação em conceituadas instituições de ensino, Consultor em Gestão de Projetos há 15 anos e já atuou como executivo em grandes empresas como Ernst & Young Consulting; Wurth do Brasil; Unibanco; Daimler Chrysler.

Como se comportar no primeiro dia no novo emprego

[ad_1]

Você se empenhou para elaborar um currículo interessante, enviou para diversas empresas de olho nas melhores vagas, se preparou e esperou ansioso pelo dia da entrevista. Depois de passar bravamente por todas essas etapas, você recebe o tão sonhado feedback positivo e comemora com a família e os amigos. Enfim conquistou o tão sonhado emprego novo!

Finalmente o primeiro dia de trabalho chega e enquanto se prepara, você sente uma mistura de sentimentos. Hora se sente feliz e cheio de expectativas, certo de que vai impressionar e causar uma ótima impressão aos futuros colegas de trabalho e, no instante seguinte, a ansiedade e a insegurança tomam conta dos seus pensamentos.

Esse cenário já fez parte da vida da maioria das pessoas e é justificável, afinal, o primeiro dia no novo emprego é o momento em que esse novo membro será observado nos mínimos detalhes. Aparência, comportamento, conhecimento e habilidades… Nada escapa aos olhos atentos dos membros mais antigos da equipe e também do chefe!

O primeiro dia de trabalho exige cautela. Afinal, é o momento em que se estabelecem, ainda que sutilmente, novas relações que serão importantíssimas para um dia a dia mais tranquilo e produtivo. Se sentir um peixe fora d’água e cometer gafes são situações que podem deixar você em uma posição bem desconfortável. Então, confira as dicas abaixo para conquistar o seu espaço num novo emprego:

[ad_2]
  • O primeiro dia – A chegada deve ser discreta e, essa discrição se aplica tanto para a forma de se vestir quanto para a postura e os diálogos. Lembre-se que você é novo no pedaço e que seus gestos, roupas e palavras serão cuidadosamente observados e comentados. Lógico que você terá oportunidade para mostrar aspectos mais relevantes da sua personalidade, mas no primeiro momento vale o que fica mais à vista, ou seja, aparência e comportamento.
  • Esqueça o passado – Por mais brilhante ou desastroso que tenha sido, ninguém está interessado nas perdas ou conquistas do seu antigo emprego. Falar mal do da empresa ou de ex-colegas de trabalho então, nem pensar! O que passou, passou. Dedique-se a mostrar que tem planos e projetos para essa nova oportunidade.
  • Dê um chega pra lá na timidez – Em alguns casos, a timidez não chega a ser um problema, mas em casos extremos pode comprometer e muito sua imagem nesse primeiro momento. Pessoas muito tímidas costumam se desesperar por pequenas coisas, como o momento de aproximação, por exemplo. Procure se apresentar com confiança para os novos colegas e mantenha a calma. As coisas fluirão naturalmente.
  • Cuidado ao emitir opinião sobre assuntos polêmicos – Isso tanto no que se refere à política da empresa, quanto ao time do coração, preferência musical, religião, etc. Todo cuidado é pouco ao emitir opinião sobre assuntos polêmicos. Especialmente se você está em um cargo de chefia, onde suas opiniões têm um peso maior. Caso peçam sua opinião, diga o que pensa sem se exaltar e jamais tente convencer seus interlocutores de que sua opinião deve ser adotada por todos. Equilíbrio é a palavra de ordem nesse momento.
  • Fuja de fofocas – Mesmo que o assunto em pauta desperte sua curiosidade, se tratar-se de fofoca não comente, não pergunte nada nem emita juízo. Você está começando agora e não sabe ainda quem é quem na empresa e menos ainda onde está pisando! Essa regra vale pra quem está começando e também pra quem já está há muito tempo na empresa.
  • Seja humilde – Independente do cargo que irá ocupar, seja simpático com todos. Crie um ambiente harmonioso e colaborativo, dessa forma poderá contar com a boa vontade dos seus colegas quando precisar.
  • Cuidado com a linguagem verbal e corporal – Controle as gírias, palavrões e o excesso de gestos. Evite conversas desnecessárias e intimidade em demasia. Nada de piadinhas e tapinhas nas costas.
  • Observe os hábitos – Nada de trazer seus objetos pessoais para decorar sua mesa/sala nos primeiros dias. Observe as mesas dos colegas e superiores para ter uma referência do que colocar na sua. Lembra da frase: “Dançar conforme a música”? Ela cabe bem nesse tipo de situação!
  • Siga essas regras, haja com bom senso e muito boa sorte nessa nova fase!

Alessandra Vieira Martins é gestora de recursos humanos e gerente comercial na Perfil Humano RH, empresa especializada em recrutamento e seleção.
www.perfilhumanorh.com.br

Ano novo emprego novo: Como se sair bem na entrevista de emprego no ano novo

[ad_1]

O ano novo traz consigo muitas mudanças, novos desafios – e novas vagas de emprego. Com isso, uma das mudanças que pode ser observada logo no início do ano diz respeito ao trabalho, que muitas vezes é acompanhado de uma promoção ou até mesmo da oportunidade de ser empregado por uma empresa que você sempre quis trabalhar, mas que nunca esteve disponível – até agora. Essa também é uma ótima época para pessoas que estão fora do mercado e desejam voltar a trabalhar, porém, para passar por cima desses novos desafios e conquistar uma vaga muitas vezes é preciso enfrentar algo que vários profissionais ainda temem: a entrevista de emprego no ano novo.

Para enfrentar esse obstáculo de forma segura e alcançar os objetivos pretendidos, algumas orientações podem ser seguidas a fim de causar uma boa impressão na entrevista de emprego – e, com isso, estar mais perto de conquistar a vaga. Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, comenta que, independente da empresa a qual será feita a entrevista, existem atitudes “genéricas” que devem ser sempre tomadas. “É claro que os locais de trabalho mudam. Há empresas que é preciso ir vestido de forma mais formal, já outros locais permitem uma maior liberdade de vestimenta – porém, independente disso, há peças de roupa que devem ser deixadas de lado. Para mulheres, aquelas que são muito curtas, justas, e que têm decote são uma má opção, assim como para os homens, o ideal é estar com a barba bem feita e, para ambos os sexos, nem pensar em usar roupas sujas ou mal passadas”, diz ela, que completa “aparência não é tudo, mas é seu cartão de visitas e responsável por causar a primeira impressão – ou seja, é extremamente importante”.

Mas além da aparência, existem muitos outros aspectos que serão avaliados durante a entrevista, – e é preciso que o profissional saiba como se comportar frente a tudo isso. “Um erro comum é o entrevistado estar muito ansioso para convencer o recrutador de que ele é a pessoa ideal para aquele cargo, e, nesses casos, pode acabar pecando pelo excesso. O ideal é que haja o equilíbrio: o profissional tem que mostrar-se interessado, pró-ativo e com atitude, porém, não deve falar demais – essa é uma atitude extremamente condenada. Ser claro e objetivo é a dica que dou para as pessoas”, explica Madalena.

Ainda sobre esse aspecto, outros erros comuns acontecem quando o profissional se supervaloriza a fim de tentar impressionar o recrutador ou responde perguntas que não foram feitas, tornando-se chato e prolixo.  “Por exemplo: ser criativo é algo que conta muitos pontos. Porém, apenas dizer que é criativo, não. Nesse caso, é melhor não dizer nada – se você realmente for criativo, o seu portfólio vai deixar isso claro, sem precisar de reafirmação. No caso das perguntas, caso não entenda o que foi questionado pelo recrutador, seja honesto e peça para que ele repita o que foi dito. Divagar sobre algo que não foi questionado é uma falha que não deve ser cometida – e é fácil de ser evitada. Só responda o que for perguntado – e faça isso de forma enxuta e clara. Entrevistadores não suportam profissionais que falam demais durante a entrevista – ainda mais se for algo que não foi anteriormente questionada”, exalta a especialista.

Outro ponto extremamente importante é o horário: ninguém gosta de contar com pessoas que não são pontuais. “O atraso desqualifica qualquer profissional, portanto, para evitar que haja problemas dessa natureza no dia da entrevista, programe-se com antecedência, – e, se for preciso, chegue antes do horário”, ressalta Madalena.

Uma dica que a especialista oferece é: pesquise sobre a empresa antes de realizar a entrevista. Conheça a cultura do local, saiba qual a roupa adequada para o processo, a postura e a linguagem que devem ser utilizadas durante a avaliação, etc. “Essas são dicas básicas para quem irá passar por uma entrevista. O mais importante de tudo é falar sempre a verdade, isso transmite maior segurança e credibilidade para o entrevistador, características extremamente importantes na hora de contratar um novo profissional”, conclui a coach.

[ad_2]

Madalena Feliciano: É Diretora de Projetos da Outliers Careers e Presidente do Instituto Profissional de Coaching. Há 18 anos ela assessora profissionais em transição de carreira, utilizando das mais modernas técnicas e ferramentas de Liderança e Coaching.

madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br