Windows XP: abandonado pela Microsoft mas não pelos usuários

Dentre todos os softwares operacionais já elaborados pela Microsoft, o Windows XP é o mais bem sucedido em todos os tempos. O mercado tentou e vem tentando ainda absorver outros pacotes de sistemas operacionais semelhantes a esse, com o propósito de substituir de uma vez por todas o XP, porém há rejeição do usuário para com outros modelos operacionais e permanecendo com o famoso Windows XP.

Para a mercadologia é o principio da absorção fiel dos consumidores por um produto seguro e versátil, a regra de consumo se perfaz na satisfação do usuário em obter o desempenho operacional de suas máquinas e rompendo os paradigmas do monopólio promovido pela própria Microsoft.

Mercado aprovou o Windows XP

A empresa (Microsoft) não percebe as exigências do mercado em adquirir um produto livre de restrições na interface de seu sistema, a atualização só será permitida uma vez que o produto tenha a sua origem no formato original e não de forma duvidosa plagiada.

O verdadeiro nicho do mercado está sinalizando a permanência do Windows XP por mais de uma década, porém poderia criar novas versões com o mesmo logotipo e conteúdo já aceito pelo usuário.

Esse sistema operacional é sem dúvidas o mais acessível para as máquinas e modelos de ultima geração, sendo compatível com todas as funções e novas tecnologias, assessoradas por um sistema operacional abandonada pela empresa que o criou.

Fim do suporte e atualizações

Segundo o artigo publicado no INFO Online pelo autor Felipe Smoginski, a Microsoft suspendeu o suporte ao seu mais bem sucedido sistema operacional, o Windows XP. A decisão, no entanto, não vai afetar a segurança de quem continuar utilizando o mesmo sistema durante um período de aproximadamente cinco anos até (2014).

Esse processo de utilização compulsória imposta pela empresa se dá por vir, forçadamente a consumir o produto já falido e rejeitado pelos usuários: o Windows Vista. Esse sistema operacional segundo pesquisas realizadas, não é compatível com alguns programas a ser instalados e downloads pela internet. Sem contar com o Ofice2003, o mais utilizado pelos usuários que será extinto.

O mercado reage mas não por muito tempo, porque nenhuma empresa Brasileira consegue elaborar algo semelhante ao Windows XP e garantir a fidelidade dos clientes para com esse sistema tão bem sucedido. Um nicho do mercado valioso em tempos de crise perde espaço para o monopólio dos sistemas e sem atitude empreendedora Nacional.
Sobre o Autor
Edson Jerônimo Cruz – Bacharel em Administração de Empresas – Ex Colaborador e Elaborador de projetos sociais e culturais pelo Programa “Escola da Família” na inclusão social dos jovens à arte Cultural (Game Superação) – Instituto Ayrton Sena.