14 de julho: dia da Queda da Bastilha e do Windows 2003 Server

14 de julho será marcado pelo último dia de suporte do Windows 2003 Server. Coincidência ou não, a partir desta data, todas as torres de Windows 2003 estarão expostas a invasões populares, já que a Microsoft deixará de lançar as atualizações e correções de vulnerabilidades para este Sistema Operacional.A Bastilha era uma velha fortaleza construída em 1370, que inicialmente era usada como prisão de criminosos comuns, e depois em prisão de intelectuais e nobres opositores ao regime Francês. No dia 14 de julho de 1789, o povo a invadiu e a data histórica ficou conhecida como a Queda da Bastilha, um dos eventos decisivos para o início da Revolução Francesa.

Duzentos e vinte e seis anos depois, na mesma data de 2015, o 14 de julho será marcado pelo último dia de suporte do Windows 2003 Server. Coincidência ou não, a partir desta data, todas as torres de Windows 2003 estarão expostas a invasões populares, já que a Microsoft deixará de lançar as atualizações e correções de vulnerabilidades para este Sistema Operacional.

Segundo estimativas de mercado, deve haver no Brasil cerca de 30 mil servidores ativos nesta situação e apesar de ser uma atividade bastante operacional e tranquila, a migração do Windows 2003 Server está na lista de projetos de muitas empresas este ano.

Não há complicações para a execução desse projeto, tendo em vista que os fornecedores podem ser contratados na modalidade “turn-key”, oferecendo um novo hardware já com o Sistema Operacional atualizado e pronto para receber os dados das antigas máquinas.

Outra modalidade possível é migrar os dados desse servidor para outros virtualizados e já existentes, e uma terceira é a de contratar serviços na Nuvem com o Microsoft Azure para executar a função exercida pela velha máquina.

Por este motivo, a decisão mais importante a se tomar agora, não é a de escolher um dos três caminhos sugeridos, e sim o de descobrir se sua empresa ainda possui um desses servidores em atividade. Assim como a Bastilha, que foi invadida quando havia apenas sete prisioneiros, que pareciam estar esquecidos em seu interior, há servidores mantidos no esquecimento nos data centers atuais por executarem funções específicas, menores, e não tão relevantes.

O problema é que se eles continuarem esquecidos, poderão ser alvos de ataques em todo o Data Center de sua empresa, que certamente não é um programa que você gostaria de assistir este ano.

Renato Carneiro é Presidente da 2S Inovações Tecnológicas